top of page
transporte público

Trem Turístico
TREM INCONFIDENTE

  • A Ferrovia

A Estrada de Ferro Melhoramentos do Brasil - EFMB inaugurada ainda no século XIX, no dia 28 de março de 1898, com mais de um século de existência, foi uma ferrovia criada principalmente para o escoamento da produção do Café, sendo um de seus engenheiros o famoso Paulo de Frontin, responsável por diversas obras grandiosas no Brasil. Em 1903, a EFMB foi incorporada à Estrada de Ferro Central do Brasil - EFCB e passou a se chamar Linha Auxiliar, outras ferrovias foram incorporadas a ela assim como novos ramais foram construídos, dando origem à Rede de Viação Fluminense que tinha como tronco a Linha Auxiliar, sendo gerida pela EFCB. No final dos anos 50, a EFCB passou a operação da Linha Auxiliar para a Estrada de Ferro Leopoldina - EFL, que estava começando a desativar a ferrovia na serra de Petrópolis, com isso, todos os trens que subiam por Petrópolis com destino ao interior de Minas Gerais passaram a subir pela Linha Auxiliar, como é o caso do Trem Inconfidente. Em 1996, a antiga Linha Auxiliar e toda a malha da EFL foram concedidas para a empresa Ferrovia Centro-Atlântica -FCA pela RFFSA. O trecho entre Japeri e Paraíba do Sul encontra-se abandonado e fragmentado desde então.

Este trecho da ferrovia, aonde implantaremos o TT – Trem Inconfidente, conta com diversas paisagens naturais e construções históricas, como por exemplo, as matas, os rio que acompanha o trecho, cachoeiras, vales, montanhas, entre outros.

  • O Trem Inconfidente

O Trem Inconfidente, foi um Expresso Noturno de Luxo inaugurado em 19 de julho de 1968 pela Estrada de Ferro Leopoldina - EFL, que veio para substituir o noturno de madeira (carros de passageiros de madeira) que se destinava a Rede Mineira, saindo do Centro do Rio de Janeiro (Estação Barão de Mauá, mais conhecida como estação Leopoldina) com destino ao interior de Minas Gerais, mais precisamente até a cidade de São Geraldo. Este trem, foi uma iniciativa do Governo Federal como um incentivo de modernizar as ferrovias nacionais, visando dar maior conforto aos seus usuários.

O Trem de Inconfidente era uma moderna composição de fabricação nacional pela Santa Matilde e COBRASMA, com poltronas reclináveis, dormitórios de luxo, restaurante e banheiro a bordo. A composição partia da estação Barão de Mauá, às segundas, quartas e sextas, às 20h40min, e de São Geraldo, às terças, quintas e domingos às 18 horas, e proporcionava viagens mais rápidas e dotadas de máximo conforto, parando nas estações de Japeri, Gov. Portela, Miguel Pereira, Três Rios, Porto Novo, Volta Grande, Recreio, Cataguazes, Ubá, Visconde do Rio Branco e São Geraldo.

A partir do dia 07 de janeiro de 1969, o Trem Inconfidente teve seu percurso estendido até Caratinga/MG. A medida beneficiava aos usuários da Zona da Mata Mineira, tendo em vista por se tratar de um trem dotado de todos os requisitos de conforto e de suas viagens serem mais rápidas.​

  • O Projeto

Entre os anos de 2003 e 2009, Paraíba do Sul/RJ teve um Trem Turístico - TT que se chamava "Trem da Estrada Real", ele circulava da estação no centro de Paraíba do Sul até a estação de Cavarú, no bairro de mesmo nome. Esse passeio tinha um trajeto de 14,32 Km de extensão, passando pelo vale do Médio Paraíba e cruzando o Rio Paraíba do Sul pela Ponte Leopoldo Teixeira Leite (Ponte Preta) que tem 260m de comprimento. Esse passeio sempre vivia lotado, pessoas de diversas localidades e idades iam para Paraíba do Sul apenas para fazer o passeio neste trem. Porém, devido a um acidente (sem feridos pois a composição estava vazia), o Trem da Estrada Real teve sua operação paralisada e nunca mais voltando a operação desde então.

A AFMB, através do desenvolvimento do projeto TT – Trem Inconfidente em Paraíba do Sul/RJ visa o resgate deste trem que já não circula pelos trilhos da EFMB desde a década de 80, e também  o resgate da memória ferroviária, o inventário, a preservação dos bens móveis, imóveis e do material rodante das nossas ferrovias. Buscamos também, o engajamento do setor ferroviário com as comunidades que estão a sua volta, gerando empregos na revitalização da ferrovia e na operação do Trem Turístico. Promovendo desenvolvimento e sustentabilidade com projetos sociais e culturais, que beneficiarão toda a comunidade.

A AFMB, em parceria com entes Públicos e Privados, será a responsável pela reforma da ferrovia e a implantação do Trem Turístico, contando  com profissionais experientes e qualificados que sejam credenciados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres -ANTT, garantindo a segurança  e qualidade da operação.

Por se tratar de uma ferrovia desativada há quase 15 anos, o trecho precisa de intervenções severas, como troca total dos dormentes, descontaminação e recomposição do lastro, por isso decidimos dividir o trecho em três partes, reformando e deixando operacional a ferrovia, implantando o Trem gradativamente; são eles:

  • Trecho 1: Paraíba do Sul (Km 169,25) x Inema (Km 164,05) = 5,2 Km;

  • Trecho 2: Inema (Km 164,05) x Werneck (Km 160,37) = 3,68 Km,

  • Trecho 3: Werneck (Km 160,37) x Cavaru (Km 154,93) = 5,44 Km, totalizando assim 14,32 Km de percurso.

Com este trem, uma vez ao mês, será realizada uma viagem que parte dos valores dos bilhetes serão revertidos para instituições sociais, como APAE, Alcoólicos Anônimos, Narcóticos Anônimos, dentre outros. E também, pelo menos uma vez ao mês durante um dia útil, pretendemos ofertar viagens totalmente gratuitas para alunos da rede pública e privada de ensino de Paraíba do Sul, incentivando assim o interesse desses alunos pela história e cultura ferroviária.

 

O Trem Inconfidente tem uma localização privilegiada, por estar perto de diversas e renomadas atrações turísticas da região, trazendo para ele um grande público de turistas, sendo assim, este se mostra um projeto seguro.

 

​A Associação Ferroviária Melhoramentos do Brasil – AFMB, agradece ao DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte, Governo Federal, Estadual, Municipal e a Sociedade Civil Organizada por todo apoio ao TT - Trem Inconfidente, caracterizado como projeto de interesse público, cunho social, cultural e turístico, que irá gerar novos empregos, renda e desenvolvimento do turismo para a população da cidade de Paraíba do Sul – RJ.

bottom of page